Blog Holistico A Magia de Novembro por Claudia Marques Garcia 00 Vera Dias Health Coach

A energia de Março aos olhos da numerologia e da astrologia 💫!

Ao começar a escrever esta rúbrica, não posso deixar de sentir o peso e a tensão que nos envolve a todos neste momento de luta e guerra. Quando na rúbrica de Fevereiro mencionei que no final do mês, pela energia de Peixes, pudéssemos sentir mais empatia pelo que estaria a passar-se à nossa volta, não imaginaria de todo que seria por uma guerra que estivesse a acontecer. Uma coisa é quando prevemos que as energias poderão estar numa certa vibração, mas vermos o seu desenrolar, é outra completamente diferente.

Realmente a aproximação do Sol com Júpiter em Peixes tem trazido uma corrente de solidariedade e humanitarismo que vemos em situações de crise. Trouxe-nos uma fé e uma esperança que continuamos a carregar durante o mês de Março. O iluminar da consciência de acreditar que tudo vai melhorar e que sairemos todos disto mais fortes, mais unidos. É nestas alturas, no pior do mundo mesmo, que vemos o melhor e o pior das pessoas à nossa volta. E o que esta energia de Março quer-nos mostrar fala muito disto.

Sou sincera, não é fácil falar deste mês, porque já nem sei o que esperar de todas estas energias. Março é o único mês do ano onde não teremos quaisquer planetas retrógrados. Mas isso apenas significa que temos tudo a andar e nada a atrapalhar! O que tiver de acontecer, acontece!

Blog Holistico A Magia de Marco 01 Vera Dias Health Coach

E logo no início teremos uma energia potentíssima nestes céus:

  • a conjunção de Vénus e Marte a Plutão em Capricórnio, como uma luta de titãs, de poderes, de valores, de mostrar quem é mais forte, de tentar levar a sua avante, com determinação, de uma forma dura, e esta energia tem trazido muitos feridos e mortos nesta guerra, situações desafiantes para quem está envolvido. Esta conjunção mexe muito com o poder de conquista e com as forças militares de uma forma geral;
  • temos também Mercúrio e Saturno conjuntos em Aquário, pelo que estamos em comunidade a tentar encontrar formas de chegarmos a todos aqueles que precisam de ajuda, a comunicarmos uns com os outros, em correntes de solidariedade, a sermos os mensageiros e portadores de um bocadinho de fé e esperança a quem teve de fugir e deixou uma vida para trás. Eu costumo dizer que Mercúrio em Aquário, para além de nos trazer ideias fora da caixa e a capacidade de alargarmos o nosso campo mental, traz uma capacidade de dar voz a quem precisa, mas não pode falar de momento. De ser o porta-voz dos desfavorecidos. E se há algo que Saturno em Aquário nos tem mostrado, é que a sociedade tem de ser mais unida, tem de haver maior cooperação entre todos. Apesar de diferentes, somos todos seres humanos. Então estamos a arranjar formas e estratégias disto acontecer. Por isso andamos também todos mais reflexivos relativamente a este panorama geral, sendo natural que nos questionemos, já como anteriormente em altura de pandemia, mas agora ainda mais, que papel tenho aqui neste mundo?
  • A conjunção de Sol e Júpiter, com a Lua Nova de Peixes a 2 de Março fala-nos da capacidade de encontrarmos, todos juntos, a fé, a esperança. É uma altura muito emotiva e por isso também é importante cuidarmos da nossa saúde: física, mental, emocional, psicológica. Sabemos que Peixes é um signo sensível ao seu redor, muito imaginativo, sonhador, e que precisa de sentir que ajuda os outros, que tem uma missão espiritual neste plano material. Claro que com Júpiter à mistura tudo isto fica mais exacerbado, sentimos mais as emoções à flor da pele e deixamo-nos levar pelos sentimentos. Atenção ao overload de notícias nas redes sociais e media. Imaginem que estamos todos a absorver toda a energia à nossa volta, de uma forma amplificada. Tirem tempo para vocês, descansem e recarreguem baterias na natureza. Urano também está em sextil a esta Lua Nova, o mesmo Urano que tem trazido imensas mudanças no plano material, na relação com a Terra, com os recursos. E estamos a ver que a nível social muitos dos recursos terrestres estão a sofrer alterações.
Blog Holistico - A Magia de Março 02 - Vera Dias Health Coach

Por isto, de uma forma conclusiva, mais que a um nível individual, que obviamente cada ciclo lunar tem o seu efeito diferente em cada um de nós, a energia dos céus está sobretudo a trazer transformações a nível social. Uma energia que começou com uma pandemia em 2020, mas que se intensificou com esta guerra após a entrada definitiva de Júpiter em Peixes.

De forma geral sentiremos esta tensão até por volta de 14 de Março, quando Vénus e Marte deixarem de fazer conjunção com Plutão, já ambos em Aquário desde dia 7, mas é também nessa altura que o Sol se encontra com Neptuno. E ao contrário de alturas anteriores, Júpiter aproxima-se cada vez mais desta conjunção e atrás dele vem Mercúrio, na sua queda, que entrou em Peixes a 10 de Março, mesmo no Quarto Crescente de Gémeos. É muito importante não cairmos na tentação de entrarmos em escapismos ou ilusões, coisa típica da lunação de Peixes também. A ligação espiritual envolve sempre o plano material, pois é neste que ela se concretiza. É neste plano material que trazemos a espiritualidade, a fé para a prática, para o mundo à nossa volta. Como posso ajudar mais nas minhas conexões? Com quem posso falar? Há um ditado que eu pratico muito: “quem tem boca vai a Roma”, e é muito isso que este quarto crescente nos quer trazer, que a comunicação é importante, que podemos criar pontes além da nossa bolha onde nos encontramos, e que a falar é que as pessoas se entendem. Todo o mês há esta sensação de empatia e compaixão pelo que o outro está a passar. E não há que ter medo de também exprimirmos os nossos sentimentos, de dizer o que vai na alma.

E engraçado como tudo está ligado, que a Lua Cheia de Virgem traz a necessidade para equilibrarmos esta energia: a racional, pragmática, cética de Virgem, com a sonhadora, intuitiva e sensível de Peixes. Tanto os regentes do Sol e da Lua (Júpiter/Neptuno e Mercúrio) encontram-se em Peixes próximos uns dos outros! Temos de começar a libertar as críticas, os julgamentos, os pragmatismos excessivos e começar a acreditar. O mundo está a pedir um salto de fé, está a pedir mudança de paradigmas. Onde estou a ser demasiado exigente e crítica, comigo e com os outros na minha vida? Onde estou a ser cética e a não me abrir para além do que os olhos conseguem ver? Onde estou a dar demasiado também e não olhar para mim, não cuidar de mim? Tudo na vida é preciso meio termo. Sem défices ou exageros. Precisamos de parar para sentir antes de agir. Para sentirmos a certeza em cada célula do nosso corpo. Precisamos de equilíbrio. O que era o ano passado, não é mais hoje. E cada vez mais o mundo nos pede este equilíbrio entre a energia material e a energia espiritual. Uma não está dissociada da outra. São como duas faces da mesma moeda. Só que por vezes temos tendência a olhar mais para um lado que para o outro.

Blog Holistico A Magia de Marco 03 Vera Dias Health Coach

Estamos a encerrar mais um ano astrológico, iniciando outro com a entrada de Sol em Carneiro, o primeiro signo do zodíaco e que marca a entrada da Primavera com o Equinócio, a 20 de Março pelas 15:33. Com um início há sempre um fim que o precede. O mundo nunca mais será o mesmo. E podemos ver isso com a energia de planetas coletivos com que estamos a lidar. Quem imaginaria que após uma pandemia viria uma guerra? Há a possibilidade de fazermos as coisas diferentes. Há possibilidade de reescrevermos a história. Tudo o que fazemos no presente deixa marcas no futuro. Levamos connosco como uma mala que só vai ficando cada vez mais cheia. A questão é, do que é que tu queres encher a tua mala?

Podemos aproveitar a conjunção de Mercúrio e Neptuno em Peixes dos dias seguintes para nos conectarmos com a nossa intuição, sensibilidade, voz interior, espiritualidade, chamem-lhe o que quiserem. Mais uma vez sem esquecer, cuidarmos da nossa saúde física e mental, pois o sistema nervoso pode andar bastante hiperativo este mês.

Enquanto isso a Lua fica minguante em Capricórnio, pronta para entrar no seu ciclo de inferno novamente ao passar por Plutão. Realmente este final de ano astrológico tem sido de uma catarse e transformações enormes, se calhar como nenhum outro. E a conjunção de Júpiter e Neptuno que se prolonga desde o final deste mês até ao início do próximo, marca um tempo de incerteza relativamente ao que está para vir. Pode-nos trazer coisas incríveis, principalmente porque estão em aspeto benéfico aos nodos lunares, como podem trazer mudanças irreversíveis que vão exigir muito esforço, libertação e trabalho da nossa parte.

No fim disto tudo, quero deixar a velha máxima que “a esperança é a última a morrer”. E eu tenho muita esperança que este mundo se veja a si mesmo com outros olhos. Até breve…

Claudia Marques Garcia

Claudia Marques Garcia

Deixe uma resposta